domingo, 8 de maio de 2011

amor de bicho


eu via
que ou visses
onde ele
déja viu


iconoclássica bobagem de quem não tem
dez paus
bilhete único vale-transporte ou a grana
do busão


microdespidas transex causam tremendo
rebuliço
agora escrevo o amanhã que já não sei
se há
se houve se haveria e
será


ao ir me indo vou
pasmo
porque o tesão não carna a rima
& a solução


tomo o elevador visionário (do shopping)
parei
de parar de balançar cem mil vezes o barco
bêbado
paixão é amor
de picas
jorrando ao céu
seus rufos


de que adianta construir pontes entre
os mistérios
e seguir caminhamando
sem sustos
?

3 comentários:

José Doutel Coroado disse...

Caro Missosso,
Forte!!
abs

missosso disse...

tks atento dominical leitor - quando voltas?

Dalva Maria Ferreira disse...

Vá entender os muitos mistérios da mente! Hay que seguir caminha-mando, se hace camino al andar.