terça-feira, 30 de março de 2010

Mário, o cosmo inteiro saiu de dentro de uma caixa preta

medonha é a fera
homo sapiens
mas implacável é também o demônio
da kultur

entesouras & avaro amas
pródigo do mais-gozar
a esconder o vinho
a guardar o chá
apoucando as
visitas

fascista passivo
sindicalista do evangelho empresarial
pedófilo de esquerda
anti-marquês da panáquia
pouco importa que sejas um deformado
num mundo deformado
numa urbe de rios cimentados
studios piercing
call centers de telemarketing
estações de trem caldeiras churrasco-na-laje
desassossego lan houses

o futuro bebe o sangue do profeta brinda
sobre o túmulo das belas
tolas esperanças
a memória sofre de erosão
o jogo perdido
de antemão
por que então os dados
viciados?
teu hard disk
apega
se
a um objeto esquecido pequeno nada
grau zero
biográfico

quem no deserto
prega
toma poeira vento
tempestade come
lacraia escorpião
besouros
quem a tudo/todos
abjura
do semelhante
difere
abandona, Pereira
o melhor é ficar fora
de si

3 comentários:

angela disse...

São muitas as inconsciências...

José Doutel Coroado disse...

muy bueno!
abs

Edmar disse...

o problema da sorte é que os dados são viciados...