terça-feira, 13 de abril de 2010

epicanto

por que é que não saio do teu jogo
de cartas
mancadas
cenas
marcantes
?

não me chame de radical
só porque
acho o equilíbrio nos extremos
o simples fato de estarmos
aqui
já é um milagre mais absurdo

atravessei oceanos desertos ventos
terríveis
que assobiavam teu nome
pássaros zombavam
avoados
"sem medida é o homem
que ama"

tamanha a imensidão da vida
que um dia o camarada cai num buraco
e dois milhões de anos depois
primos primatas cientistas loucos
descobrem que ele era da família

então
ela faz auto-poiese
ela se põe
a rir

_______________________________________
Wilhelm Freddy, "O enviado do sonho" 1939.

6 comentários:

Lídia Borges disse...

Muito interessante esta visão...
Gostei de ler.

L.B.

José Doutel Coroado disse...

gostei
abs

Júlia disse...

que não faz a demencia

Anônimo disse...

O que não faz a lucidez para entender a demência

Dalva Maria Ferreira disse...

Você é o máximo, e perto de você qualquer raflésia se acha uma vitória-régia. Sem maiores igarapés ou igapós.

missosso disse...

amigos e amigas, vossa leitura atenta é néctar que nenhuma flor suspeita. tks