segunda-feira, 21 de junho de 2010

A Boca Suja do Coração Limpo




Por favor,
arregue para o amor.
Cague e ande
para que os outros vão pensar e falar de você.
Chute o balde do medo.
Dê um
pé no saco da solidão.
Este poema vulgar quer falar a língua dos homens.
Larga de ser
trouxa e vai viver no amor.
Não fique pensando no passado e no futuro.

Desopila teu fígado.

Descarregue a cabeça das
merdas que você pensa.
Vem ser feliz agora,
cacete, não deixa pra depois!
Manda tua vaidade
plantar batatas.
Essa
porra de vida se esvai num minuto.
Então, larga de
frescura e vem!
Essa minha boca suja quer dizer que te ama pra sempre.

Então,
foda-se o resto!

(escrito por Mauricio Santini@mauricinico.blogspot.com)

6 comentários:

José Doutel Coroado disse...

adorei!!
abs

angela disse...

Puta merda cara falou tudo!

missosso disse...

mauricinico, isso é que é bocar a boca no trombone!! bravo!

Climacus disse...

mas, vai na certa, a pura errância...

maria disse...

Cara é nojento, mas é muito bom!

Anônimo disse...

gostei imenso de ver a boca legemdada