sábado, 7 de março de 2009

um lugar entre



foto de Maria do Carmo Valente

4 comentários:

Antonio Bento disse...

há um lugar do quando? onde fica esse tempo?

missosso disse...

se vc tiver paciência, vou falar disso já, já. abs,

Antonio Bento disse...

"Um lugar não encontra nunca o seu lugar senão a partir de um horizonte, a partir deste limite que abre e fecha ao mesmo tempo" (Derrida, Políticas da amizade, 268). Horizo, determinção, horizonte, traço, é o que indica as fronteiras da palavra, torna o caminho preciso, faz a-cordar, e torna possível pensar que "viver não é preciso", abração.

angela disse...

sem um horizonte infinitas possibikidades se abrem e podem ficsr por isso mesmo.. cada um com as suas ideais sem sabem qual e a dele...a que se supõe verdadeira