quarta-feira, 5 de maio de 2010

o dragão diurno





como é pesado carregar
o morto
em vida

um dragão pousou no jardim
passado um dia
é como se ele sempre tivesse estado

4 comentários:

Dalva Maria Ferreira disse...

"Uno se creé que las mató el tiempo y la ausencia, pero su tren vendió boleto de ida y vuelta..." linda música de Serrat corroborando o seu dragão. O nosso.

missosso disse...

linda música, é nossa.

angela disse...

o melhor jeito de suportar o morto sem morrer com ele é ter um dragão no jardim da imaginação.

José Doutel Coroado disse...

essa eu li para dentro de mim.
abs