sexta-feira, 7 de maio de 2010

SINASTRIA

a alma é um puteiro com 9 mil milhões
de quartos
em cada um, 9 zil zilhões de paixões
diferentes

a imaginação
é a louca dessa casa
de tolerância

aquilo que no espírito
se acoita
não pode ser visto
senão
pelos ouvidos moucos
da paixão

o navio no qual nasceste
é uma casca de noz
ATRAVESSIA
nas nebulosas do vir
a ser

deslizas sobre os infinitos
congelados
do incerto instante
solitário é o rumo
rema remador

(a morte vive a moquir
a substância
do não )

nada te sustenta
na falta-a-ser
resta
a capacidade de nadar

o vivente
vivo está por força
do amor
simetria de afinidades
desastradas

só pelo amor
a alma participa
da vida

6 comentários:

Dalva Maria Ferreira disse...

Absolutamente concordo. Mas houve um tempo largo demais (inutilmente tão largo) em que eu me amofinava porque não conhecia a casca de noz. Pois se eu nem via além do umbigo!!!

angela disse...

Acho que esta é uma das melhores metafóras que li ouvi sobre esse infinito universo que existe dentro de nós. Não é a toa que dá tanta confusão com esses milhares de seres que somos e nossos infindos desejos. Estrelas demais a girar pelo universo.

José Doutel Coroado disse...

Caro Missosso,
achei fantabulosa a entrada - "a alma é..."

abs

mauverde disse...

E eu achei demais a saída! Só através do amor vivemos! Eita!!

missosso disse...

uns na casca de noz, outros no universo dentro de nós, estoutro na saída, aqueloutro na saída; amigos, vcs viram coisas! tks

mauverde disse...

Sim! Viramos!!

AUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHUAUAHUAH