quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Que sejam


Que sejam palavras bem ditas
benditas
iluminadas


que seduzem
enternecem
alegrem


que sejam
claras
sensatas
sábias



o verbo
a rima
o verso
o inverso


que sejam palavras mal ditas
malditas
que entristecem
inquietam
enraivecem


que sejam
obscuras
equívocos
eco
ressonância


que sejam
palavras



do seu silêncio
são feitos meus ruídos






( Edward Hopper - room in- New York - Google)



8 comentários:

leonor cordeiro disse...

"do seu silêncio
são feitos meus ruídos"


Querida Angela,
Que bom conhecer esse seu blog. Belo poema!
Benditas palavras!!!

leonor cordeiro disse...

Angela,
Só agora percebi que esse blog é assinado por vários participantes.
Vou dar uma volta para conhecer os seus amigos e as suas postagens.

bjs!!!

missosso disse...

soltou!soltou! grande companheira, seus ruídos são um céu!

maria disse...

" O que sou, o que posso, ou devo...quero somente existir."

maria disse...

Lindo poema!

Dalva Maria Ferreira disse...

Lindo mesmo!

mauverde disse...

\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/\o/

GOSTEI!!

angela disse...

Leonor
agradeço as palavras e conheça sim os outros textos e poemas vai gostar muito eu sou a menorzinha.
Missosso
obrigada poeta.
Maria
Obrigada por comentar
Dalva
Obrigada pela gentileza.
Mauverde
tks, tks, tks.
beijos a todos