domingo, 2 de novembro de 2008

Reminiscências


Foto do espetáculo "Bach" do grupo Corpo



tó parenokleîn eníous epeidan dé dýnontai anamnesthenai kai pány epékhontes ten diánoian, kai oukét epikheiroûntas anamimnéskesthais ouden hêtton, kai málista tous melankhólikoús - toútous gar phantásmata kineî málista” (Aristóteles, Sobre a memória e a reminiscência, 453a).

“Algumas pessoas se perturbam por não poderem (δύνωνται) rememorar, não apenas quando focam todo o seu pensamento nisso, como quando tentam não rememorar, isso é mais intenso
nos melancólicos – pois neles os fantasmas (φαντάσματα)
excitam-se de maneira intensa.”

Um comentário:

missosso disse...

blog em grego é chique demais!! mas os neuróticos não somos doentes de reminiscências?