terça-feira, 26 de agosto de 2008

a privacidade totalitária: auto-estima sem mudança social


o Imperativo Categórico perde o pêlo mas não perde o vício:
curta a vida, a vida é curta


um individualismo competitivo
na política
na economia
nos esportes
na ciência,
ainda que “libertário”
nas artes
e na intimidade


Alguém, por favor,
pare o capitalismo que eu quero descer!


sofro de
extrema sensibilização epidérmica
e simultânea
indiferença em relação
a tudo


se não tiver um rosto,
agüento consumir
se não tiver gosto,
suporto regurgitar
se não houver ninguém,
então posso sair
à rua


esqueço Zambi Apungo
me transformo em zumbi-psi
para viver
meu potencial humano
a ingestão de auto-consciência é a minha forma de bulimia

2 comentários:

Daniele Thièbaut disse...

A imagem deste post, por acaso, é de H.R. Giger?

Tempos atrás eu também queria descer... agora, optei por correr mais que ele. risos

missosso disse...

pois é... perdi a referência desta imagem! mas continuo querendo descer (o motorista não pára no ponto!)rs