terça-feira, 15 de julho de 2008

FALTAM MOINHOS AOS VENTOS QUE NÃO SE CONFORMAM










Oi Chris,

Vou te contar sobre instalações
(os tais rastros enigmáticos).
Ontem, ele fez a seguinte proposição:
Sujeito-objeto-sujeito:
uma mesa preta feita com madeira de primeira, grande, trabalhada.
Do lado da doutora, uma cadeira tipo trono
(com almofada)
e uma boa cadeira de couro para ele.



Sobre a mesa e abaixo de um vidro protetor,
formando um triângulo
isósceles,
as seguintes imagens:
BladeII-ocaçador de vampiros,
Spirit-o corcel indomável
e uma palavra cruzada resolvida.

Nas mãos uma imagem
(ele disse que ia te mostrar):
um sujeito solitário come.
Uma mulher (deliciosa)
nua e peituda de cabelos esvoaçantes,
instalada numa prateleira,
dá uma garfada no prato do moço.



Um ar condicionado esvoaçava os cabelos dela.
Ele se emocionou com o frescor
e com a liberdade dela
(além da força do ar condicionado)
e me fez saber que isso vem desde que apareci e me agradece.

Entre nós existe a mediação
que propõe trocá-la por você.
Você, ele e eu.


Ele come,
você garfa o prato dele e eu esvoaço
os teus cabelos ou vocêesvoaça os meus cabelos e eu palpito sobre a comida?
Bjs,

Um comentário:

Dalva Maria Ferreira disse...

Bom profundo. Tipo um doce estranho, cujo sabor, ainda que fugidio, permanece. "Algures"