sábado, 30 de janeiro de 2010

quando Deus manda...



— Dna. Camélia, a senhora acaba de perder tudo na enchente, diga alguma coisa para os nossos ouvintes, passe a sua mensagem, seu apelo!...

— Ah, meu Santíssimo, o homem põe e Deus dispõe, graças ao bom Deus, que nóis só perdeu foi coisa, meus filhos tá aqui do meu lado, louvado o Senhor seja, meu marido tomém tá salvo porque tava no bar na hora da tragédia, agora nóis perdeu foi tudo: roupa, móvis, televisor, comida... (soluço) nóis tá é numa precisão danada do decomer...

— Ouvintes do nosso programa Se Abra Para Cristo da sua rádio Evangelho da Graça, FM 101.1, se vocês puderem enviar donativos, alimentos, o que puderem, liguem no 39998666 e façam a Graça correr para suas vidas. Jesus Cristo esteja em vossos corações! Agora passamos aos nossos anunciantes...

— ... (chorando) nem sei como lhe agradecer, irmão Enoque, que Cristo sempre ilumine os seus passos e faça seu programa o maior de todos do rádio, Deus vai olhar pela minha família...

Acontece que o Inimigo não dorme nunca, e Simão Ahasverus, Pontifex Maximus e Grande Arquimandrita da Igreja da Negação, a tudo ouvia e ligou imediatamente para a rádio, conseguindo o endereço da vizinha onde Dna. Camélia estava albergada com a família; seu plano astuto era dar-lhe pelas mãos do Maligno o que ela havia pedido ao Altíssimo. E fazer os ouvintes da 101.1 FM saberem disso. No mesmo dia, lá chegava o estafeta de Ahasverus com uma generosa doação aos desabrigados e, claro, a equipe da rádio para colher tão belo testemunho ao vivo. Dna. Camélia não perdeu tempo e pôs-se a arrumar os donativos junto com a filharada que se esbaldava nos bombons e salgadinhos que chegaram em caixas. Havia mantimentos para mais de mês.

O preposto faz então a pergunta capciosa: — O que é que é isso Dna. Camélia, a senhora nem vai perguntar quem está lhe mandando tamanho presente?

— Carece não meu filho, quando Deus manda, até o Diabo obedece...

5 comentários:

angela disse...

A inocência as vezes salva.
Lembrei-me dos filmes do Mazaropi, em que a inocência sem pretenção vai descortinando a realidade e desmacarando os espertos.
Ri um bocado.

José Doutel Coroado disse...

Eta Diabinho malandro!
Mas... Deus num dormi!!
(obrigado pela gargalhada que dei ao ler este micro-conto... lol ... lol)

missosso disse...

tks, amigos,
entre Deus e o Diabo
o mais simples
é o mais sábio
...
viva o povo brasileiro!

Dalva M. Ferreira disse...

Viva a roça-ça-ça, viva a palhoça-ça-ça-ça-ça!

missosso disse...

tá tropicaliando Dalva? sempre atenta, abs